Confira os premiados do 13º CURTA 8

Após quatro dias de muito cinema super 8, chegou a fim na noite do último domingo mais uma edição, a 13ª, do CURTA 8 – Festival Internacional de Cinema Super 8 de Curitiba. Na edição deste ano foram mais exibidos 74 filmes, de oito países, divididos entre as mostras competitivas e as mostras especiais. Em 2017 o CURTA 8 homenageou o diretor de cinema e teatro Hugo Mengarelli, concedendo-lhe o o troféu “Super Schip”. Também tivemos as mostras “Irmã(o)s Wagner”, que apresentou um retrospectiva do trabalho desses premiados animadores curitibanos; “Ernesto Baca”, com filmes do realizador argentino que hoje vive no México; e “Ivan Cordeiro”, que exibiu os filmes do cineasta pernambucano que atualmente reside em Los Angeles.

Ao final, o Júri, composto pelos cineastas Ernesto Baca, Ivan Cordeiro e Rodrigo Souza e Souza concedeu os seguintes prêmios:

1. Menção Honrosa – Mar Oculto, de Heitor Menezes, do Brasil (RJ)

“Por sua economia, precisão, arte e mensagem, o Júri decidiu conceder uma Menção Honrosa ao filme “Mar Oculto”, de Heitor Menezes”

2. Super Prêmio Técnico – Pífies, de Ignacio Tamarit, da Argentina

“Pelo apuro na montagem, realizada originalmente de forma linear, ou seja, no próprio filme e pelo colírio métrico e visual, o Super Prêmio Técnico vai para “Pífies”, de Ignacio Tamarit”

3. Super Prêmio Artístico – Libertador, de Úrsula Riesemberg, do Brasil (PR)

“Por seu lirismo, leveza e o diálogo entre a natureza, o tempo e o vazio, o Super Prêmio Artístico vai para “Libertador”, de Úrsula Reisemberg”

4. Super Tomada Única – O Corte, de Alberto Eisenring, do Brasil (PR)

“Pela ousadia, domínio técnico, uso justificável do Super 8 em sua concepção e sua perseguição bem-humorada à metalinguagem, o Super Filme – Tomada Única é “O Corte” de Alberto Eisenring Jr.”

5. Super Prêmio Surpresa – Irmãs Wagner, do Brasil (PR)

“Pelo conjunto conceitual e impactante da obra e pelo primor técnico na execução, além do importante e impecável trabalho de restauro dos filmes, a organização do festival concede o Super Prêmio Surpresa para as Irmã(o)s Wagner.”

6. Super Filme do Público – Lembranza, de Al Díaz, da Espanha

7. Super Filme do Festival – Ressuscita-me, do Coletivo Atos da Mooca, do Brasil (SP)

“Pelo primor tanto técnico, como artístico, que utiliza das mais variadas referências cinematográficas vanguardistas à serviço de um vislumbre em Super 8, o Super Filme do Festival é “Ressuscita-me”, do Coletivo Atos da Mooca.”

Fotos: Flávia Wolfart