OFICINA EM CURITIBA/PR – EDIÇÃO 2017

O “Curta 8” promove nos dias 08 e 09 de julho de 2017 a Oficina de cinema em super-8. Os participantes selecionados têm mais duas semanas pra produzir seus filmes, que devem ser totalmente captados e montados na câmera, e serão exibidos na mostra competitiva do festival.
A oficina é gratuita e segue a proposta de captação em tomada única, a exemplo de um novo tipo de festival de super-8 que vem conquistando o público em festivais na França, Espanha, Suíça e Alemanha. Nestes festivais são exibidos apenas filmes montados diretamente na câmera. Ao realizador é permitido utilizar qualquer efeito de manipulação fotográfica durante a exposição para criar efeitos ou transições nos cortes; contudo, é proibida qualquer edição posterior nas imagens captadas, o que exige do realizador planejamento prévio e conhecimento básico de fotografia de cinema.
O resultado dos filmes é sempre uma surpresa, tanto para o público como para os realizadores, que assistem ao filme pela primeira vez durante o festival. A sonorização do filme também fica a critério dos próprios realizadores, que podem optar pela execução de um CD com trilha sonora ou realizar performances, dublagens, ou mesmo a execução ao vivo do som a partir de instrumentos tocados durante a exibição do filme.

Selecionados para a Oficina de Tomada Única de Curitiba 2017

Saiu a lista dos selecionados para a oficina de super 8 do Curta 8, que acontece nos dias 8 e 9 de julho no espaço da Caixa Cultural Curitiba. Parabéns ao selecionados e nosso muito obrigado a todos os que se interessaram pela oficina, a procura foi grande.

 

  1. Bezerra Benites:  “Etrusca Waters em: O Tombamento da Republiqueta”
  2. Walter Thoms: “Ninguém Te Diz Como Será”
  3. Alberto Eisenring JR.: “Tomada”
  4. Alexandre Spiacci: “Dona Ida”
  5. Angelo Brum: “Procurando Pinóquio”
  6. Marco A R F Santos: “Ninjas”
  7. Francisco Boeing: “Sobre Fazer Um Filme”
  8. Bruno Bello: “O Mágico”
  9. João Paulo S A Oliveira: “Missa”
  10. Úrsula Riesemberg: “Libertador”
  11. Lara Maria: “mono no aware”
  12. Amanda Lafayette e Beatriz Oliveira: “Café sem fim”
  13. Raquel Ribeiro: “O artista da fome”
  14. Lydia Stiza: “Parassônia”
  15. Bianca Sayuri Ono: “Delírio de Sayuri”
  16. Camila Sailer Kletemberg “Não recomendado”